Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

21/09/19

Mudar os sítios

Acho que foi num blog, mas não posso jurar, que li esta semana algo sobre como é bom encontrar um lugar no mundo para tornar melhor. Quando o li, passei à frente, abri outro separador e foi só mais tarde que a ideia começou a verrumar (sim, descobri este verbo esta semana) cá dentro. O que me impressionou, acho eu, foi a inversão de ideias. Estamos habituados a pensar na mudança de casa, na grande viagem de férias, na estadia no campo como oportunidades para sermos influenciados e mudados (pela nova vizinhança sossegada, pela cultura, pelo bom ar, etc). Raramente pensamos no inverso da medalha, em como é que nós, com a nossa presença, mudamos os sítios.

Trabalho há 12 anos com uma comunidade virtual de pessoas. E se é verdade que os blogs não salvam ninguém, também é verdade que aprendi imenso com eles durante este tempo. Saí da faculdade a aceitar e a respeitar a diferença de opinião, por exemplo, mas foi só aqui que aprendi a valorizá-la, e a reconhecer que a diversidade de perspetivas pode ser esclarecedora e estimulante. Se querem criar e manter um espaço onde pessoas com personalidades e pontos de vista diferentes se possam encontrar, sem lhes dar visibilidade, esqueçam.

Foi aqui que eu aprendi que devemos, e podemos, tentar fazer, sempre, a diferença na qualidade do discurso público e da convivência virtual, mesmo quando deparamos com a indiferença (de quem já desistiu ou não percebe que estamos sempre em posição de mudar os sítios por onde passamos). Dar visibilidade à diferença, à argumentação ou a essa coisa tão simples quanto poderosa como o elogio são alguns dos antídotos para o preconceito, desinformação e cinismo.

Estar exposto à escrita dos outros, feita de vivências e tentativas de dar sentido ao que nos acontece neste pedaço de rocha redondo, ajuda-me, por sua vez, a procurar (ênfase no procurar e não encontrar) o lado positivo de tudo o que me acontece.

A magnitude do privilégio de trabalhar com as confissões, desabafos, ideias desta malta toda só tem comparação com o tamanho da responsabilidade que existe em manter, como parte de uma equipa, um espaço seguro e aberto a quem quer criar, exprimir-se, debater e desabafar (e vão sempre existir blogs enquanto houver internet e humanos a precisarem de desabafar, vão por mim).

E, sim, isto pode só ser grandiloquência, ou uma tentativa de fazer sentido de um trabalho que consiste, essencialmente, de estar sentado a um computador 8 horas por dia. Seja isso ou não, a ideia com que abri este texto fez-me perceber como esta comunidade é um dos sítios que eu espero estar a tornar melhor por cá estar. Porque este sítio, feito de três palavrinhas separadas por dois pontos (que podia teclar de olhos fechados), já me mudou para sempre.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.