Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

16/01/20

innersmile

Fiquei a saber na semana passada, pela Telma, que o Miguel, que só conhecia por innersmile e como autor do Um voo cego a nada, morreu. O seu blog foi um dos primeiros em português que descobri e que comecei a seguir. Cheguei a citá-lo algumas vezes no meu antigo Posto de Escuta. Não fui um leitor assíduo nos últimos anos, mas o livejournal do Miguel nunca deixou de ser uma referência para o género de diário virtual que eu próprio gostaria de ter.

A palavra livejournal sempre me pareceu uma alternativa mais feliz ao termo blog. E mais cheia de potencial. Coloca a tónica no conteúdo, na vida, sem esquecer a mediação que é feita pela escrita. E o Miguel escrevia-nos sobre a sua vida a partir dos poemas que lia, das canções que escutava e das leituras que fazia. Sempre ambicionei alcançar esse balanço entre público e privado, entre a minúcia e ponderação de um crítico e o tom desprendido e sincero de uma conversa entre dois amigos a caminharem juntos. A escrita do Miguel conseguia esse meio-termo, com uma acessibilidade que sugeria um espírito culto e generoso.

Mesmo agora, ao pôr em dia a leitura do seu blog (e ainda falta muito para ler), não pude deixar de ficar curioso com alguns álbuns e séries que foi mencionando recentemente. A saúde foi faltando, mas não a atenção para as coisas boas da vida.

Obrigado pela inspiração, Miguel. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.