Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

30/12/12

shuffle

Uma semana de leituras, achados na net e outra miscelânea.




As desilusões cinematográficas do ano, no Cineblog. Subscrevo por inteiro.


 


O balanço do ano no que diz respeito a pôr "os olhos da esquerda para a direita, de cima para baixo" no irmão lúcia.


 


O vídeo: o caminho de casa, um postal de boas festas da BMW para os seus clientes. O departamento de comunicação da marca alemã esteve em alta este ano, como prova mais este The Making of an M print, uma das mais originais operações de direct marketing do ano (os fãs da marca devem ter emoldurado o postal).


 


A frase: "as pessoas que compram (todas, a certo ponto da vida – isto inclui eu própria) me metem nojo", num post da Bad Girl sobre a cultura do desconto mas também, e mais importante, o valor que damos ao trabalho dos outros (um tema que me é muito caro). O consumidor que há em mim é definitivamente o meu pior lado, pela forma como uma compra ou serviço me faz sentir intitulado a algo. Mesmo quando sei que estou certo em relação a uma reclamação, por exemplo, sinto que estou a ser o tipo mais otário do mundo por estar a queixar-me em primeiro lugar.


 


O meu anúncio favorito do ano: a drama surprise on a quiet square, para os poucos que ainda não tiverem visto. Já o vi umas 5 vezes e ainda não perdeu a piada.


 


O artigo é assinado por Pedro Neves, mas é outro Pedro. Internet é a janela de um português que sai de casa uma vez por ano aborda algumas questões interessantes sobre a importância da Internet para quem não pode contactar com o mundo lá fora e, um pouco mais de leve do que se justificava, as condições em que o interior do país tem acesso à mesma (pagar 40 euros mensais apenas para aceder à Internet é um absurdo). Como asterisco, só é pena o layout das páginas do Expresso diminuirem a leitura de artigos destes (o comprimento das linhas é demasiado grande para o tamanho de letra dos textos).


 


Por falar em leitura e legibilidade na internet, o NYT publicou na semana passada uma experiência interessante nesse âmbito, intitulada Snow Fall: The Avalanche at Tunnel Creek. Do tratamento dado ao texto às infografias e animações, está tudo lá. É este o futuro das reportagens em linha.


 


Gosto de balanços de fim de ano, já deu para perceber, e não precisam de ser das coisas mais espetaculares para valerem a pena, como prova este 12 meses, 12 fotografias.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.