Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

04/04/13

uau: o céu sobre a costa Californiana



Já anda em todo o lado, mas não conseguia deixar de partilhar este vídeo, uma espécie de olhem-o-que-conseguimos-fazer de uma empresa de filmagens aéreas (responsáveis por aqueles voos rasantes, obrigatórios para qualquer épico de Hollywood). Se isto de alfaiate de blogs não der certo, operador de câmara a bordo de um helicóptero soa-me a um belo plano B.

O plano que revela São Francisco, sincronizado com a música, é um momento perfeito de edição.
02/04/13

lisboa: a nova Ribeira das Naus

RibeiraDasNaus
flickr/
FotoBen

Mais uma foto do Benjamim, para mostrar a renovada e recém-inaugurada Avenida Ribeira das Naus, junto ao Tejo. Já não me lembro de como era este espaço antes da requalificação, mas esteve tanto tempo fechado ao público que agora que nos foi devolvido parece que nunca ali esteve. Não só une condignamente o Cais do Sodré ao Terreiro do Paço, para quem faz esse trajeto a pé, como coloca-nos em contacto com o rio (ou não estivessem afixadas por perto bóias de salvação..). Passar e parar por ali, sobretudo ao pôr do sol, é outra coisa. Vai ser definitivamente um dos sítios mais passeados e apreciados da cidade daqui em diante.
01/04/13

lisboa: as novas carruagens do metro

CarruagemNova

flickr/FotoBen

 

Estive atento ao flickr, para ver quando apareceria a primeira fotografia das novas carruagens do metro de Lisboa que puseram toda a gente a falar na semana passada (OK, que me pôs a mim a falar disto a toda a gente..) e, ao fim de uma semana, lá apareceu, pela objetiva, claro, da pessoa que mais deve fotografar diariamente a cidade de Lisboa, o FotoBen.

 

Apanhei as novas carruagens logo no primeiro fim-de-semana da sua estreia e não foi preciso as portas abrirem-se para perceber imediatamente que algo naquele comboio era diferente - as janelas têm uma faixa negra onde habitualmente dá para ver os passageiros sentados. Ao entrar devo ter parecido um miúdo a descobrir uma nova prenda debaixo da árvore de Natal. Quando se anda todos os dias nestas coisas, sem nada para ver do lado de fora das janelas, qualquer novidade, por mais pequena que seja, é suficiente para nos arregalar os olhos.

 

E não fui o único. Passei o resto da viagem atento à cara das pessoas à medida que as portas se abriam nas várias estações e muita gente reagiu com o mesmo misto de surpresa, hesitação (a minha reação preferida, como se o comboio, por ser diferente, não fosse para o mesmo destino) e curiosidade.

 

Ao Público, o Metro de Lisboa explicou que a nova configuração interior das carruagens está limitada a um comboio de três carruagens, que já estava para ser renovado, e que serve essencialmente de experiência para "avaliação da solução em contexto operacional”. Depois da rotunda concêntrica do Marquês, o experimentalismo na cidade está aí para ficar (é algo positivo, note-se).

 

Segundo o Metro de Lisboa, a nova configuração longitudinal dos bancos aumenta em 2,5% a lotação máxima de cada carruagem, e é fácil de perceber por que razão a transportadora está interessada em aumentar a lotação depois de ver o que se passa no metro ao fim-de-semana, dias em que todos os comboios circulam com apenas 3 carruagens.

 

A redução no número de carruagens fora dos dias úteis foi uma das medidas de austeridade adoptadas com vista a reduzir o défice das transportadoras públicas e uma das consequências é que se tornou mais difícil andar de metro ao fim-de-semana do que em hora de ponta, com toda a gente apertada, um calor insuportável e muitas dificuldades nas entradas e saídas.

 

Os turistas, em particular, parecem surpreendidos por encontrarem os comboios tão sobrelotados, o que levanta a questão: vale a pena apostar no turismo da capital para depois proporcionar a quem a visita, durante o fim-de-semana, uma experiência de hora de ponta?

 

É bom ver que alguém no Metro de Lisba está atento ao problema e a tentar ser criativo para minimizar os inconvenientes, mas só um comboio com carruagens novas não vai fazer muita diferença, especialmente com a aproximação do verão e a chegada à cidade de mais visitantes.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.