Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

20/10/09

One pose per second

One pose per second, o videoclip dos Blonde Redhead, que conta com a participação de Miranda July, uma espécie de fada dos tempos modernos, que transforma em magia tudo aquilo em que toca ou aparece. O vídeo, que já tinha visto, é o meu ponto alto da exposição "Quick, Quick, Slow", que integra a Experimenta Design, e que pode ser visitada no Museu Colecção Berardo até ao final de Novembro.

 


18/10/09

No radar

Terrible Yellow Eyes é um blog que reúne trabalhos inspirados no clássico conto infantil Where the wild things are. A lista inclui, entretanto, a adaptação cinematográfica de Spike Jonze, que estreou esta semana nos EUA e chega a Portugal a 26 de Novembro.

Mesmo para quem não conhece o original de Maurice Sendak, o blog é um baú do tesouro de ilustrações e um aperitivo para o filme, que o NYT descreve como "alternately perfect and imperfect if always beautiful".

17/10/09

Pace of design

 

Mais uma exposição da Experimenta Design, intitulada Pace of design, ali na Rua da Escola Politécnica. A ideia é mostrar e comparar os ritmos e rotinas de trabalho de alguns ateliers de design em vários pontos do mundo. É difícil tomar nota mental de tudo, mas é uma forma envolvente e original de ver como a cultura de cada país influencia o trabalho dos ateliers em exposição.

Podem experimentá-la até 8 de Novembro, entre as 11h e as 20h, e vão querer fazê-lo à segunda-feira, dia em que a entrada é gratuita.

17/10/09

Andrew Bird

Confesso, não conheço quase nada de Andrew Bird, mas este cartaz de Frank Chimero deixa-me muito curioso em relação à música dele. Algo que consegue inspirar um cartaz assim tem que ser mágico.

 

Para completar o círculo, encontrei ao acaso um artigo sobre a inspiração de Frank para o cartaz. Cartaz e música conduzem um ao outro:

For his Andrew Bird poster, he narrowed in on "Anonanimal," one of his favorite songs on the Chicago songwriter's latest album, "Noble Beasts." He liked that the lyrics play in alliteration and tongue-twisting phrases.

"I loved the nonsense of it. So, I just started thinking what a non-animal was, and the best I could figure was a cut-out of an animal. It led me to an idea of a real thing inside of a fake world," he said.

"I'm not entirely sure that's what the song is about, but I think it does work well in communicating some recurring themes in Bird's music: natural life and the outdoors versus the interior life and falsehoods. More than anything, it just feels right to my gut. It feels like it's in the spirit of his music."

 


"this song is about choosing which animal you want to be" (via)

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.