Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

horizonte artificial

ideias e achados.

coisas boas de 2011: design

 

Sei que é um bocado tarde para estar a falar de 2011, mas este blog tem o relógio sempre um bocado atrasado.

Há uns tempos fiz uma lista mental das coisas que me impressionaram mais em 2011 e achei que valia a pena passar a lista para post, mesmo já tendo falado de algumas delas aqui antes.

 

Pina

Isto é cinema? Um espetáculo de dança? "Pina" é um festim visual e pura celebração do movimento, como Pina Bausch gostaria que fosse. É a perfeita celebração do seu corpo de trabalho, literalmente.

 

Quem diria que é possível fazer algo tão belo em câmara, envolvendo dança? Já dei por mim várias vezes a tentar explicar por que razão este filme vale tanto a pena, mas resume-se a isto: não dá para explicar o que é belo, é preciso vê-lo e aceitar que às vezes só isso chega.

 

Se o critério para entrar nesta lista é aquela sensação pontual de surpresa, seguida de estranheza e deleite, então o filme de Wim Wenders entra definitivamente.

 

Siri

Ainda não está disponível em português (e tenho um palpite que não é em 2012 que vai passar a estar), mas a Siri, como produto e ideia, é um espanto. Basta ver os donos da versão mais recente do iPhone, a perguntarem ao seu novo assistente se chove amanhã ou a ditarem uma SMS para o telemóvel, e dá para perceber o potencial da voz como interface entre pessoas e aparelhos móveis.

 

Se a vertente do produto foi muito bem desenvolvida, também é verdade que a comunicação da funcionalidade foi muito bem conseguida. Recuperar uma música de Ray Charles não é nada mau para uma campanha de publicidade sobre um objecto de tecnologia de ponta. Nunca tive um iPhone e estou desejoso, ávido mesmo, que a Siri aprenda português para finalmente decidir a ter um.

 

Twitter

Se tivesse de escolher um serviço que me surpreendeu pela positiva ao longo de 2011, foi o Twitter. Não concordei com todas as escolhas (a nova secção de coscuvilhice e a nova app são duas delas), mas gostei do redesign do serviço e da preocupação geral em trabalhar mais os pormenores da plataforma.

 

P3

Adoro o mote ("tratamos tudo por tu"), gosto do layout (um balão de ensaio para novos formatos que o Público pode aproveitar em seu benefício), dos temas que vão cobrindo e de me surpreenderem sempre com alguma coisa que eu achava que mais ninguém ia reparar. Em termos de informação, design e internet em português, foi definitivamente uma das coisas mais bem conseguidas em 2011.

 

Vodafone Mexefest

Andei por lá e a experiência foi fixe. Andar de autocarro pela rotunda do Marquês de Pombal a ouvir os Farra Fanfarra teve a sua piada. A minha atuação preferida pertenceu à Oh Land. A app para os telemóveis estava super bem conseguida e a ponte sobre a avenida da Liberdade também foi um grande win.

 

Banco Alimentar online

O maior banco alimentar nacional e uma das empresas de software mais importantes do mundo produziram algo que é ao mesmo tempo solidário e conveniente de utilizar. Embora o site esteja longe de ser perfeito, é o tipo de iniciativa que as empresas de tecnologia em Portugal deviam andar a fazer mais (colocar a tecnologia ao serviço do bem público).

 

Experimenta Design 2011

Valeu só pela design crime scene.