Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

28/10/12

shuffle

Uma semana de leituras, achados na net e outra miscelânea.

 

Surface: mais do que a dúvida, o novo tablet da Microsoft (há quem lhe chame laplet, uma combinação de laptop + tablet) merece o beneficio da curiosidade. Quem se arrisca a fazer algo diferente merece esse benefício, e a forma como a Microsoft respondeu à pergunta "como é que podemos fazer algo diferente do iPad?" justifica um olhar mais demorado, como é feito neste artigo do Anandtech, que examina em detalhe as escolhas (e compromissos..) feitas no Surface ao nível do hardware e software. Por outro lado, se é verdade que o Surface parece ser um dispositivo original no seu direito, a Microsoft continua a debater-se com um esforço por vezes atrapalhado e algo disfuncional de promover os seus produtos, como o Marco Arment relata no seu blog.

 

Beyond the Matrix: um longo artigo na New Yorker sobre os irmãos Wachowski, que realizaram a trilogia Matrix, e o seu próximo filme (em conjunto com Tom Tyker, realizador de um dos meus filmes favoritos, "Corre, Lola, Corre"), Cloud Atlas, no qual investiram quase todo do seu próprio dinheiro e credibilidade. O filme, cuja história é mega-ambiciosa na forma como atravessa tempo e espaço (tipicamente Wachoskiana, portanto), estreia em Portugal no final de Novembro.

 

iPhone 5: ainda o iPhone, e uma crítica que gostei de ler, por Shawn Blanc, intitulada The iPhone is here to work.

 

Regresso: O FJV promete que regressa em breve.

 

A Pedra: o Ricardo Braz Frade já deixou o Alentejo para trás, na sua volta a Portugal em GoCar, mas pelo caminho passou pela Aldeia das Pias, para ver de perto a Pedra do Galo, um menir cuja descrição chega para nos deixar esmagados:

Passei por muito carneiro e muita ovelha até lá chegar. E quando parei, diante dela, e lhe topei o tamanho em metros, olhei para trás e pensei que faria o triplo da distância só para a ver novamente.

É imponente, na largura e na altura.

Se a olharmos como um bloco apenas, natural, caído do céu, não deixamos de a ver como imperial, muito acima da nossa condição. Dá cabo de nós tê-la por perto.

Ideia: Liz Lemon in a box.

 

A crítica: a crítica culinária mais arrasadora de sempre?

 

O blog: este tipo encontrou a forma mais original e hilariante de mostrar que tem queda para a bicicleta. (via time out)

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.