Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

26/01/17

CT1DUU

As pessoas não são números, mas desde novo que sei que podem ser combinações alfanuméricas. O meu pai era, e será sempre, o Charlie Tango One Delta Uniforme Uniforme, o seu indicativo de chamada como radioamador. Ouvi-o tantas vezes soletrá-lo para o rádio que, no meu espírito, se tornou indissociável dele, da mesma forma que Pai e Batista (como era tratado por todos os que o conheciam).

O radioamadorismo era o seu hobby de eleição. É uma atividade que puxava pela sua curiosidade e espírito desenrascado, e que o punha em contacto com outros tantos que, como ele, encontraram na rádio um meio para criar e manter uma rede virtual de amigos e conhecidos, muito antes da explosão da internet. E era um hobby que nunca o deixava, quer estivéssemos em casa, onde encontrou um cantinho para montar o seu posto radioamador, ou a passar férias em família, sempre de olho no ponto mais elevado da região onde nos encontrássemos. O rádio era o seu Posto de Escuta, onde lhe chegavam ecos de todo o país (e mundo!).

É apenas uma das maneiras subtis pelas quais o meu pai acabou por me inspirar. Devo-lhe muita coisa, a começar na vontade de procurar um sentido para a vida que passe o mais ao largo possível do ego e da pretensão, mas também a minha curiosidade por Lisboa e pelo mundo.

A doença obrigou o meu pai a deixar o radioamadorismo muito antes da sua morte. Soletrar agora o seu indicativo faz-me sentir como se estivesse a pronunciar um feitiço, capaz de acender, por um escasso mas generoso instante, um projetor cá dentro, em que os slides são recordações suas. Traz-me imediatamente à memória o seu companheirismo, a sua humildade e sentido de humor. Nesse sentido, trata-se realmente de uma combinação mágica de letras e números. Uma magia muito pessoal, mas magia.

Os radioamadores usam o eufemismo "Silent key" (ou, mais engraçado, "desligou o rádio") para assinalarem a morte de um dos seus. O indicativo do meu pai ficou em silêncio no passado 21 de dezembro, mas vai continuar, teimosa e saudosamente, a ser chamado.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.