Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

28/12/09

Cenas fixes de 2009



Não é muito frequente aparecer um filme cujo público-alvo é feito das crianças dentro de nós. Where the wild things are é o filme onde estão todas as coisas boas, desde a história de Maurice Sendak, passando pela banda sonora de Karen O até à realização de Spike Jonze, que filmou algumas das mais memoráveis imagens no cinema este ano. Estreia em Portugal dia 7.

 


Justin Vernon (aka Bon Iver) trocou a solidão da cabana pela companhia de alguns amigos e formou um novo projecto musical chamado Volcano Choir (podem ouvir algumas canções aqui). A fotografia acima, de Justin Vernon, ilustra bem o tipo de sonoridade da banda. Uma razoável dose de vamos-experimentar-como-isto-soa conjugada com a voz invernosa de Vernon.

 


A expansão da Linha vermelha do metro é a primeira coisa que me vem à cabeça quando penso em coisas que melhoraram a qualidade de vida em Lisboa este ano. Encurtou substancialmente a distância entre o centro da cidade e o Oriente e ainda deu-nos uma nova estação de metro de fazer inveja, a estação do Saldanha II.

 


O Google Street View também melhorou, à sua maneira, a qualidade de vida de quem vive nas principais cidades portuguesas. O potencial está lá, pelo menos, para mudar a maneira como vemos as nossas ruas. Senão veja-se o exemplo do Na Minha Rua, um site baseado nos mapas da Microsoft, onde qualquer cidadão pode assinalar ocorrências na via pública que necessitem de intervenção da Câmara Municipal de Lisboa. Os mais distraídos, incluindo os políticos, deixaram de ter desculpa para não darem com as coisas.

 


A edição deste ano da bienal Experimenta Design teve direito a cobertura intensiva neste blog em Outubro. Deu a conhecer ideias, encetou alguns projectos, pôs-nos a discutir o que é um espaço público, ajudou a redescobrir partes de Lisboa e a experimentar design sob diversas formas e olhares. Não se lhe podia pedir muito mais.

 


As comemorações do 25 de Abril nunca foram tão espectaculares como as deste ano.

 



 


Em 2009, todos pudemos espreitar o quotidiano da presidência Obama no flickr oficial da Casa Branca e foi interessante seguir como uma família se adapta ao aparato logístico e simbólico da presidência dos EUA. Além disso, alguém que aos 48 anos de idade ainda dá saltos deste calibre a jogar basquetebol tem de ser um tipo porreiro. Também serviu para validar a escolha de Obama para fotógrafo oficial da Casa Branca, o luso-descendente Pete Souza, autor da maioria das fotografias que vão aparecendo diariamente no flickr presidencial (incluindo aquela acima).

 


A ciclovia de Alcântara ajudou a devolver a frente ribeirinha da cidade às pessoas e é um bom exemplo de um equipamento público bem pensado, capaz de surpreender literalmente a cada curva.

 


Abrir os portões de uma escola primária desactivada a artistas de rua, com liberdade para fazerem o que quiserem, só pode dar resultados interessantes, como a edição deste ano da Visual Street Performance mostrou.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.